Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Jornal Metro

O maior jornal diário do mundo

Jornal Metro

O maior jornal diário do mundo

Futebol em feminino

Helena Costa é uma treinadora portuguesa de sucesso. Trabalha há mais de uma década no Benfica, é olheira do Celtic e pode estar de saída, rumo ao Médio Oriente.

 

Teve uma proposta para ir treinar a selecção feminina do Qatar. Já decidiu se vai?
Não. É um desafio aliciante profissionalmente, mas há muita coisa a ponderar, como a vida familiar. E se não me adaptar tenho de ter a minha vida profissional garantida por cá e é isto que estou a tratar. Tenho de dar uma resposta este mês.
 

Treina camadas jovens do Benfica há 12 épocas e é olheira do futebol profissional do Celtic, da Escócia. É esta a sua profissão?
Infelizmente, o futebol não me permite pensar como profissional em Portugal. Sou professora de Educação Física, em Alhandra.
 

Prefere treinar seniores ou camadas jovens?
Eu quero e gosto é de treinar. Gosto muito de tudo o que fiz até agora. Estive sempre em projectos que me aliciaram muito. Não tenho preferência.

 

E gosta mais de trabalhar com homens ou mulheres?
É completamente diferente. Seja a postura no treino ou a maneira de ser. Elas, por exemplo, têm mais curiosidade táctica, fruto de não terem tido formação como é hábito nos homens. Questionam mais, mas por quererem saber mais.
 

Sente ou sentiu discriminação por estar num desporto mais conotado com os homens?
Sim, não vou negar. Senti e a discriminação vai continuar a existir nos tempos mais próximos.

 

Quando surgiu a sua paixão pelo futebol?
Desde que me lembro, a bola foi sempre o meu brinquedo preferido. Nunca gostei de bonecas. E o meu pai nunca acompanhou o futebol, não
teve qualquer influência.

 

B.I.
Helena Costa cresceu em Alhandra e tem 31 anos
Já estagiou com José Mourinho, László Bölöni e Jesualdo Ferreira
No currículo da treinadora de nível III estão, por exemplo, a equipa sénior masculina do Cheleirense ou as formações femininas,
do 1º de Dezembro e do Odivelas.

Man Utd venceu a Taça da Liga Inglesa. Saiba porquê (vídeo)

 

 

O Manchester United conquistou hoje a Taça da Liga Inglesa num jogo frente ao Aston Villa, por 2-1. Este treino que a equipa de Alex Ferguson fez com o humorista James Corden pode muito bem ter ajudado a garantir o triunfo, tal os indíces de motivação que Corden incutiu no plantel. Repare-se que o humorista escolheu para banda sonora desta aula de step um dos temas de Karate Kid, aquela que ajudou Daniel LaRusso (Ralph Macchio) a derrotar o temível Johnny, do Cobra Kai, no torneio de karaté de Al Valley.

Nadal e Shakira, juntos, suados e em tronco nu, no novo vídeo da colombiana

 

O tenista espanhol Rafael Nadal - número dois do mundo - vai participar no novo vídeo de Shakira. "Gypsy" será lançado daqui a dez dias, mas o jornal "El Mundo" já mostrou fotos das gravações, onde os dois aparecem juntos, com pouca roupa e bem suados.

 

Aliás, parece que este trabalho está a levantar rumores de uma possível relação entre Nadal e Shakira: os dois foram vistos fora do horário "laboral", a jantar juntos, em Barcelona. Mas apressaram-se a desmentir mexericos, dizendo que era apenas uma saída de trabalho, a combinar detalhes das gravações. E é melhor que assim seja, que não se destruam lares sólidos, como ambos parecem ter: O espanhol namora há muitos anos com a sua mais que tudo Xisca. A colombiana tem uma relação estável com Antonio de la Rua.

 

Tragédia nos Jogos Olímpicos de Inverno

O atleta da Geórgia, Nodar Kumaritashvili, de 21 anos, praticante de Ludge, morreu durante os treinos para a competição nos Jogos Olímpicos de Inverno, em Vancouver. O trenó em que seguia despistou-se, tendo o jovem Kumaritashvili sido projectado para fora da pista a mais de 145 km por hora, dizem os especialistas.

 

A cerimónia de abertura está marcada para hoje (madrugada, aqui em Lisboa) e já há quem peça o cancelamento das festas, em sinal de respeito.

 

Esta é uma reportagem da CNN sobre o acidente. O YouTube está a retirar os vídeos que mostram a morte do atleta.

 

Mais pontos no "circo"

Já era esperado, mas só hoje é que surgiu a confirmação: o "circo" tem um novo sistema de pontuação, que começará a ser utilizado já esta temporada. Assim, o vencedor de um GP de Fórmula 1 ganha 25 pontos, o segundo 18 e o terceiro 15. Os restantes pontos distribuem-se da seguinte maneira: 12-10-8-6-4-2-1.
 

"Tu parts"

Hristo Stoitchkov tenta falar inglês...

 

 

O búlgaro é o actual treinador do clube sul-africano Mamelodi Sundowns e, ao que parece, o inglês não é o seu forte. O vídeo desta flash interview é um sucesso na internet entre seus compatriotas e inspirou um rapper a criar uma canção que se tornou um sucesso: chama-se "Tu Parts". Percebe-se porquê!

 

"Eu não me importo", disse Stoitchkov ao jornal Trud quando lhe perguntaram sobre o seu inglês. "Falo espanhol e posso usar um tradutor, mas prefiro falar à minha maneira, com ou sem erros."

 

Entrevista a Francisca Pereira dos Santos

Francisca Pereira dos Santos está na Austrália a preparar a temporada que começa em Março. A jovem portuguesa de 20 anos, que em 2009 conquistou o título de campeã Pro Júnior, foi a quarta melhor da Europa e vigésima classificada do circuito mundial WQS, quer agora entrar na elite mundial (WCT). Para melhorar as suas hipóteses, Francisca está a treinar no The Surfing Australia HPC,  um centro de alto rendimento de surf.

 

Quais são os seus objectivos para este ano?
Entrar no WCT, que reúne as melhores surfista do mundo. Ou seja, tenho de ficar no top 10 do WQS, para entrar no WCT.

 

Em que medida esta sua estadia neste centro de alto rendimento de surf na Austrália melhora o sua performance dentro de água?
O ano competitivo começa agora na Austrália. Está cá toda a gente, todos os surfistas. Agora é Verão, logo podemos surfar todos os dias. E surfamos com os melhores, o que nos motiva. Ao mesmo tempo temos treinos com os melhores treinadores do mundo.

 

Estão aí os melhores treinadores do mundo?
Não. E há alguns que nem se adaptam a nós. Mas temos cá treinadores muito bons, que já fizeram alguns surfistas campeões do mundo.

 

Pode dar-me um exemplo?
O Martin Dunn é muito bom. Trabalha aqui no centro, na Gold Coast, onde costumam vir surfar o Mick Fanning [campeão do mundo] ou a Stephanie Gilmore [campeã do mundo]. São vários os exemplos de surfistas que têm tido bons resultados. Mas gosto imenso de vir para a Austrália para ganhar ritmo e consistência.

 

Como é o seu dia-a-dia?
O despertador toca às seis da manhã. Come-se qualquer coisa e vamos ver o mar. Esteja bom mau entramos na água. Hoje [ontem] estava horrível, mas entrámos. Surfamos e depois vamos às compras ou à Internet, no que demoramos cerca de uma hora. Depois almoçamos. E ao fim da tarde vamos correr ou surfar.

 

Quem está aí consigo?
Agora está só a Francisca Sousa. Daqui a uma semana chega a Raquel Sampaio e a Joana Machado.

 

Tem saudades de casa?
Agora está no início, mas claro que sinto saudades. Temos de ser nós a cozinhar e estou habituada a chegar a casa e a ter tudo feito [risos]. Tenho saudades daqueles mimos que temos em casa e de estar com os meus pais e os meus irmão, que é sempre bom.

 

Como é a sua alimentação? Tem estranhado a comida?
Não estanhamos muito porque somos nós que fazemos as compras, mais ou menos como em Portugal. Embora aí sejam os nossos pais que fazem as compras. Mas tomei atenção ao que os meus pais fazem e agora já estou a aprender. Mas é claro que nunca sabe ao mesmo.

 

Mas a alimentação é muito diferente?
É um pouco mais “gordurosa”. É um sabor diferente mas sabe bem.

 

Comem-se muitos hamburgueres e pizzas?
Sim. Quando vamos ao MacDonald’s, automaticamente, pensam que vamos pedir coca-cola, mas pedimos água por estarmos a treinar e todos os dias faz mal. E eles ficam a olhar para nós a pensar “água?! Ninguém bebe água.”

 

Como consegue conciliar o curso de Gestão que está a tirar na faculdade com o surf?
Neste momento, como os campeonatos são na mesma altura que os exames, suspendi este semestre. Só vou fazer este semestre em Setembro.

 

Após a boa temporada que fez em 2009 ganhou mais patrocínios?
Não tenho mais patrocínios, mas os que já tinha foram melhorados. Os meus patrocínios apoiam-me agora mais. Este alojamento é pago pelos patrocínios. Tenho sorte.

 

Pretende fazer do surf carreira?

Sim. Enquanto puder fazer do surf profissão, porque ganho dinheiro com isto, não muito mas ganho, vou continuar a surfar. Desde que dê para estudar ao mesmo tempo e que vá tendo noção das coisas continuo. Quando perceber que não dá desisto.